Biblioteca Ausente, 2019

Durante o processo de montagem da mostra "biblioteca: floresta", em fevereiro de 2018, no MARP (Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi), perguntei a cada artista participante: "Que livros de autoras mulheres são imprescindíveis?". A pergunta surgiu de uma instigante constatação: na Biblioteca Preto Pedro Manuel-Gismondi, menos de 5% dos livros são de autoras mulheres. Aglomerei os livros sugeridos pelas artistas e os infiltrei clandestinamente nas estantes da biblioteca.

A ação faz parte da Residência Biblioteca Pedro Manuel-Gismondi, 2017-2019 

e tem como resultado a publicação Biblioteca Ausente