Performance Húmus, 2018

Exposição Habita-me

Curadoria Paula Borghi

Palacete Jorge Lobato 1922

Apoio MARP - Ribeirão Preto, SP

Lembra Bachelard; pode explicar a flor pelo húmus.
A performance HÚMUS acontece no jardim do palacete Jorge Lobato, em
Ribeirão Preto. A ação da artista consiste em plantar 96 roseiras cor de rosa,
pisando na terra descalça, ajoelhada, e utilizando as próprias mãos. De
acordo com os dados da época toda vivenda possuía um roseiral. A casa foi
habitada em 1922 por Ana Junqueira Lobato e sua família.


A rosa é um símbolo da mulher. No começo do século passado as mulheres
viviam restritas ao seu habitat. A ação busca refletir a época vivida por Ana e
a nossa contemporaneidade. O jardim era um lugar para passar o tempo.

A terra é um elo entre os vivos e os mortos. O ato de plantar, geralmente
competia ao jardineiro.