Peso dos Livros, 2019

Nessa ação duracional, fiquei deitada no piso da sala expositiva  e acolhi sobre o meu corpo alguns livros e ao redor, no total 4.301 livros da Biblioteca Pedro Manuel-Gismondi. 

O corpo em contato com o espaço arquitetônico , com os livros, com a luz do dia, que mudava  com o passar das horas provocando uma coloração diferente sugerindo o passar do tempo. A ação reflete a fragilidade do corpo, dos livros em relação ao tempo. Ao abrir as caixas, os livros recebem luz, oxigênio, e passam a ter vida. Durante essa ação o corpo é possuído pelos livros e pelas palavras.Sentimos o peso dos livros, quando não se tem acesso à eles.

A performance faz parte da Residência Biblioteca Pedro Manuel-Gismondi, 2017-2019 

e tem como resultado a publicação Peso dos Livros