press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

01

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

05

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

02

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/6

06

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

03

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/6

07

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

04

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

08

press to zoom

press to zoom
1/1

09

Floema, 2017. Registros da ação

01 - 2019, BNDES, Exposição Da linha, o fio

02 - 2019, Instituto Leo Romano

03 - 2019, Palacete

04 - 2018, Desabrochar de um modo ou de outro

05 - 2018, SPFW - São Paulo, SP 

06 - 2018, Exposição Grão de Areia, Getulio Vargas

07 - 2017, Blumenau, MACB

08 - 2017, Fabrica Bhering, Rio de Janeiro

09 - Roda da Fortuna

“(...) penso que alguém está dentro de mim, não alguém totalmente desconhecido, mas alguém que se parece a mim mesmo, que tem delicadas excrescências, uns pontos rosados, outros mais escuros, um rosado vermelho indefinido, e quando chego bem perto dos pequenos círculos, quando tento fixá-los, vejo que eles têm vida própria, que não são imóveis como os poros de Mirtza, que eles se contraem, se expandem, que eles estão à espera... de quê? De meus atos. Não meus atos cotidianos, nada disso de se levantar da cama, tomar resoluções, banho, caminhar, não é nada disso, talvez em alguns dias, quem sabe, esses pequenos atos se encadeiem de modo me levar ao grande ato, não sei, preciso refletir mais demoradamente(...)".

 Osmo - Hilda Hilst. Fluxo-Floema (1970)