Herbário, 2016. Expedição, pesquisa e coleta de espécies vegetais na região de São José do Vale do Rio Preto, RJ. Projeto em processo.

Concebido pela artista Simone Moraes, o projeto Herbário iniciou-se em 2016, durante Residência EAV Parque Lage na Fazenda São João. Ao longo da vivência foram feitas coletas periódicas de ervas medicinais e mantida uma intensa troca de conhecimentos sobre as plantas e suas diversas propriedades. Este processo contou com a colaboração de Sandra Azevedo, cozinheira da Fazenda, e dos demais artistas residentes. Posteriormente, para a catalogação e herborização das coletas, colaborou o biólogo Victor Keller.

Ao realizar este projeto, pretende-se repensar os conhecimentos tradicionais através de uma coleção de ervas medicinais. Organizadas e preservadas com rigor científico, seu foco são as plantas que crescem a despeito do tráfego humano. Desprezadas como mato, as plantas se revelam através do olhar do conhecimento popular como úteis, medicinais e apropriadas ao consumo. Por trás do herbário, livro com aspecto antiquado que reúne as plantas secas, a pesquisa mobiliza uma equipe multidisciplinar, ações de coleta e conversas públicas.

Por fim, o projeto revela as relações de poder que hierarquizam os conhecimentos e traça um paralelo entre plantas menosprezadas e o conhecimento reunido fora do cânone acadêmico.

Em novembro de 2017 foi lançada uma publicação em parceria com a Deep Editora, plataforma editorial vinculada à Residência São João, ambas criadas por Antonio Sobral. O livro reúne textos sobre a história dos herbários, colecionismo e preservação vegetal, instruções de como montar seu herbário e informação sobre 30 exsicatas de ervas medicinais, suas propriedades, usos, receitas e métodos de preparo.

Show More

Processos

Ervas e Memórias

Conversas sobre espécies vegetais, seus usos e propriedades, contadas através de histórias pessoais. O vídeo retrata Sandra Azevedo, cozinheira da Fazenda São João, que discorre sobre as ervas cultivadas no local e Dona Neusa, habitante da cidade de Nuporanga, prestes a publicar um livro que escreve há 10 anos sobre as práticas com seu jardim de ervas. Destinado à exibição, este material também registra encontros que basearam a pesquisa e desenvolvimento do projeto Herbário, seguindo caminhos originários do conhecimento popular e da história oral.

.

1/5

Primeiras coletas

O projeto Herbário iniciou-se durante a Residência EAV Parque Lage na Fazenda São João, onde a artista Simone Moraes conheceu Sandra Azevedo, cozinheira da fazenda. As práticas de cultivo local e a variedade de ervas medicinais presentes na fazenda foram o ponto de partida para que se realizassem as primeiras coletas vegetais, contando com a presença de Sandra e de artistas residentes. Estas coletas foram posteriormente desidratadas e catalogadas, formando um conjunto de 60 exsicatas que segue preservado e disponível para exposição.

1/7

Conversa pública na Residência São João

Após a residência em parceria com o Parque Lage, os artistas participantes realizam uma nova visita à Fazenda São João, ocasião em que foi organizada uma conversa pública com o público local, envolvendo estudantes, produtores locais e interessados. O encontro partiu da apresentação das exsicatas produzidas com ervas coletadas na fazenda e abriu o processo de formação do Herbário com registros em vídeo das primeiras conversas com Sandra Azevedo e falas da artista Simone Moraes e do biólogo Victor Keller sobre a criação do projeto, o histórico e importância dos herbários e práticas de preservação.

1/12

Oficina na Praça das Artes

Em paralelo à ação , a artista Simone Moraes realizou uma oficina no programa Presença Permeável, dedicado a ações e performances no vão livre da Praça das Artes e em seu entorno. Como montar seu herbário é uma oficina que parte de materiais herborizados para criar novos objetos que aproximam ciência e arte. Acompanhada do biólogo Victor Keller, colaborador do projeto Herbário, a artista conversou com o público presente na Praça das Artes sobre os múltiplos usos de espécies vegetais e como identificar, coletar e preservar suas amostras.

1/4

Publicação

Herbário de Plantas Medicinais foi lançado em novembro de 2017 em parceria com a Deep Editora. O livro reúne textos sobre a história dos herbários, colecionismo e preservação vegetal, instruções de como montar seu herbário e informação sobre 30 exsicatas de ervas medicinais, suas propriedades, usos, receitas e métodos de preparo.

Projeto Editorial: Antonio Sobral, Marina Marchesan e Simone Moraes

Projeto Gráfico: Marina Marchesan

Textos: Antonio Sobral, Simone Moraes e Victor Keller

Ilustrações: Simone Moraes

Expositor de exsicatas

Ao longo da residência na Fazenda São João foram coletadas diversas espécies de ervas medicinais lá presentes, envolvendo também artistas residentes, Sandra Azevedo e Victor Keller, que colaboram com o projeto. Este móvel reúne todas as 60 exsicatas das ervas lá coletadas.

Textos

1/10

Exposição Desabrochar de um modo ou de outro, 2018

Palacete Jorge Lobato 1922 apoio MARP - museu de arte Ribeirão Preto Pedro Manuel - Gismondi

Curadoria Galciani Neves , curadoria educativo Nilton Campos e Valquiria Prates, Expografia Nilton Campos

design & desenvolvimento     pedro gallego